e premte, qershor 02, 2006


Escuta...
A música a tocar.... fecha os olhos....
te entraga ao som...
Sente teus braços abraçando meu corpo...
minhas mãos, que enlaçam amorosamente tua nuca,
colando lentamente meu corpo ao teu...
Vem!
...eu sigo teus passos.
... meu coração bate forte.
Meus seios roçando teu peito,
e entre nós,
apenas os leves tecidos,
de tua camisa e meu vestido,,,
Vem!
...sente o jogo do meu quadril, de encontro ao teu,,,
Me envolve...não nego.
Me pega...me entrego.
Hummmm.
Hoje coloquei aquele vestido vermelho, de matar.
... meias de seda negras.
Sandálias de saltos bem altos
para ficar mais perto de tua boca.
E..adivinha!!?
Por debaixo...tuo slip bianco!!
Vem, com tua mão roçando minhas coxas, levanta meu vestido...
E... Olha!
...que achas?
Gostas de mim desta maneira?
Ah! Qantas vezes dançamos assim...
Tantas!
Que ja sei decor, todos teus passos,
...até o momento em que,
adormeço em teu braço...
Sonho....

e mërkurë, mars 22, 2006


Poeminha louco

Que importa a rosa?!
Que importa a estrada.
...que vai dar no bosque.
Que importam as palavras!
As promessas de amor,
(travestidas pelo desejos)
.............................

Melhor seria,
aqui e alí...
Uma mulher cheia de malícias,
que nosso amor...
Pleno de delícias.
..................
Que importa?
Que te importa?!
.............................
Porque em verdade,
tudo o mais...
È Pura fantasia!

e premte, mars 17, 2006


Seria perfeito, se tudo se resumisse ao ter ou não ter, ao ser ou não ser...E não houvessem pelo meio, todas estas nuances que nos fazem oscilar e, estar sempre a procura de uma definição, uma posição, que nos faça mais confortáveis, dentro daquilo que sentimos serem nossas verdades.
Revolvo minhas teses íntimas, sufoco meus sentimentos mais profundos,tudo no íntuito de chegar a este pequeno conforto, que é aceitar as oportunidades que me acenam novamente num convite...
Prometo a mim mesma reencontrar um novo sentido para o amor...
E lavando minha alma, como lavo meu corpo...tento dela retirar os últimos vestígios de nós... como quem retira, uma mancha rubra de vinho tinto, de uma branca e imaculada toalha de mesa.

"In vino vèritas"

...meu corpo se embriaga, dos líquidos que seivam.... meu amado desejo, por ti!

e martë, mars 07, 2006

Che non si muore per amore
e' una gran bella verita'
percio' dolcissimo mio amore
ecco quello quello che
da domani mi accadra'
Io vivro' senza te
anche se ancora non so
come io vivro'
senza te
io senza te
solo continuero'
io dormiro'
mi svegliero'
camminero'
lavorero'
qualche cosa faro'
qualche cosa faro' si'
qualche cosa faro'
qualche cosa di sicuro io faro'
piangero'
io piangero'
E se ritorni nella mente
basta pensare che non ci sei
che sto soffrendo inutilmente
perche' so io lo so
io so che non tornerai
senza te
io senza te
solo continuero'
e dormiro'
mi svegliero'
camminero'
lavorero'
qualche cosa faro'
qualche cosa faro' si'
qualche cosa faro'
qualche cosa di sicuro io faro'
piangero'
si' io piangero'

e diel, mars 05, 2006


Porque se erguem as cruzes?
...para que um dia talvez, tenhamos a coragem, de ajoelharmos diante delas e curvarmo-nos ao peso de nossos próprios fardos.
Como hoje...me curvo ao peso do meu.

Sim eu amo. E mato um leão por dia, de fome. Eu sei dos meus passos, nunca ando sozinha. Só sei que amo o azul que se abre em mim, como flor que nunca murcha. Eu amo. E isso me tira do fundo, quando nenhuma outra mão me alcança. Eu sei que amo. E o amor, é assim: azul celeste, carmesim. Abro os braços e salto. O abismo me reconhece e expele. E esse dia que amanhece me entende e veste minhas novas vestes. Eu fecho os olhos e pulo, calçando os pés com a tempestade. Mesmo que você volte, mergulho fora. Porque mais vale o medo que enfrenta a covardia que fecha a porta. E se você fosse a melodia eu seria o tom, o botão do replay e o gol na trave, nosso desejo. Quando me amas, sou esse azul expandido, sorriso, tela de amianto, close em companhia. Smyles na tela sorrindo. Sintomas de uma única vertigem.

Sim, eu amo. E o meu amor alarga a cama, canta, acaricia o céu e aborve o cálice de minha culpa. Sim, eu amo. Aqui, agora e para sempre. O eterno pra sempre salve, salve a pátria-mãe-gentil. E ele jamais saberá com quantos gritos matarei a imobilidade dos dias. Mato um cão e um leão por dia e faço dos dentes a minha melodia. Quando não estais, eu pulo e ainda esculpo a noite para ver você chegar em senhas e cartões de crédito.

Eu te disse que seria assim, no final, no outro dia. Quando chegássemos nessa tonalidade
Do sim.

Dira Vieira
Texto editado na íntegra, até mesmo com os erros e esta algaravia de "italianol" que foi a língua que forjamos para nosso amor.
Apenas são fictícios os nicks e nomes pessoais abreviados.

el > y a veces la vida nos obbliga a tomar deciciones con la mente que el corazon no condivide
el > si tu un dia me diras con sinceridad: P.. he achado un buen hombre que me ama y quiero sistemarme... yo comprendare B..
ella > sí...
ella > lo mismo a te...
ella > solo che
ella > Io creo que para encontar a uno amore...
ella > se tiene que tener el corazón quitado
ella> e lo mio sei con te.
ella > haceremos de conta que estás nel carcere
ella > yo estaré aqui preparando las cosas para quando esteas libre per me
ella > solo no podereo estar más bonita como me gustaria
ella > mas com certeza suportarei
el > B... lo que dices es muy bello.... yo no olvidare nunca tus palabras
ella> entonce me promete que sí que vuelves per me
ella > que te vás cuidar más...
el > pero... bada bien... estas estan palabras terriveles... lo que me dices suena con uno juramento
ella> Sí io te juro como ya te lo hice otraz veces!Por mis hijos!
el > yo te pidare cuenta de lo que me dices... entiendes?
ella > Io te prometo P.. d... C.., que te vuoi guardar hasta que vuelvás libre per me!
el > hoy yo soy un hombre feliz B... me sinto importante y me considero el hombre de una mujer que juro de ser fidel

ella > Graciaz amor
ella > hare tuto para merecerte simpre
el > yo promito lo mismo a ti y antes de Dios
ella > si...
ella > vea...
ella > una cosa
el > y por favor ahora basta llorar... sino mi hija me piderà el porque
el > dime
ella > este és uno anel que mi padre tenia en sus manos quando morrió
ella > io lo retirei sem que ninguna persona lo tenia visto
ella > llamás me separe del
ella > mismo que no lo tenga em mis manos
ella > simpre lo llevó com me
ella > vuoi hacier te regalo del...e no aceito que me digas no
ella> no nescessitas usarlo
ella > a me solo importa que lo tienes con te
ella > Io tengo pleña confianza
el > no ......, no es necessario separarte de el
el > no quiero en manera mas absoluta que tu haga esto
ella> que mi padre adonde está se hacie muy felice por sentir que por la primera vez tengo el amor de uno uommo correto e sincero
el > yo te conoci con este anillo
ella > Per favore.
ella > no parles mas nadie
el > es tu signo distintivo, quiero que lo tenga tu y que yo lo vea en tu mano
ella > quando salires del carcere en que te encuentras separato di me...tu me vas ponerlo otra vez em mis manos com uno beso
ella > NO diga noooooooooooo!
el > no B... soy acostumbrado a ver el anillo y tu mano contemporaneamente
ella > esto es muy importante per me.per favore
el > tu mano no seria mas la misma... por favor
ella > No no no
ella > va se assí como yo te pido
el > nooooo
el > espera....
ella > mis manos estaram vacias a tua espera
el > dejame hablar
ella > mas viejas pero las mismas
el > B.... por favor escuchame
el > sabes lo que quiero?
ella > ???
el > mi grande deseo?
ella > dime
el > haces una bolsa con tu manos... muy muy peguena... para poner entre ela los pelos de tu sexo
ella > rsssssssss
ella > amor
el > pero una cosa muy muy peguena... que yo pueda llevar siempre comigo
el > esto quiero
el> seria muy muy bello
ella> teria que aparalos entonces...
el > verdad...
ella > io haceré
el> no queria decirlo... pero siempre fue mi deseo
ella > ok
el > el anillo es como un "marchio" yo lo veo y digo a mi mismo: esta es la mano de mi amor la reconozco por su anillo
el > seguro
ella > esto se dice aqui uno Patuá
ella > ok entonce vuoi hacierlo diferente
el> y si pones tambien algunos pelos blancos, yo voy a besarlos cada vez con grande grande amor
ella > como mio anel es muy grande vuoi hacier solo uno aro per te.
ella > de esto no abro mano
ella > vuoi poner en la bolsita com mis pelos
el > nooooo sin tu anillo
ella > sí
ella > solo vuoi retirar uno pedacito del...
el > solo tus pelos B.....
ella > e hacierte una cosa
el > por favor... haces una vez como te pido yo
el > no seria contento de ver tu mano sin anillo
ella > Ahora soy tua mujer
ella > si?
ella > Me tienes como taL?
el > seria como verte sin tu pança o sin tus gafas
ella > hohohho
ella > mia gafas so las uso al pc e ao ler
el > siiiiiiiii, por la vida y hasta siempre
ella > no tengos gafas siempre
ella > Mio maritto!
ella > es assí?0
el > pero no me gustaria verte sin gafas
el > asi como no me gustaria una B... sin su panca
ella > soy tan boba...pero te amo mucho mucho
el > si... mio marito si
el > con una sola t
ella > vedis ahora estoy tan fea nel dia de nuestras nupcias!!
ella > no voy mas llorar
el > vamos a enviejecernos juntos
ella > síiiiiiiiiiiiiiiiiii
ella > io cuido di te e tu di me
el > erea la mas hermosa de toda chat y yo he tenido suerte encontrandote
ella > e los dos juntos a nuestros netinhos
ella > teremos una casa nel mio pais e otra en itália
el > eres la mas sexy
el > la que enloquecese solo a mirar sus hojos
ella > no...no es por esto que tienes suerte.
ella > es solo perché tu tienes mi amore que me vedis assí
el > me enloquecece solo a mirar sus hojos
ella > Perché vedis nels mio cuore
ella > e perche reconoces que soy una mujer que tiene caracter
ella > reconoces
el > no me importa el porque para mi esto eres
ella > no te importa lo que amore?
el > do porque te veo asi.... importante es que te veo
el > bela y sexy y que me hace sentir todavia hombre a 6o anos
ella > owwwwwwwwwwww
ella > solo por estoOOOOOOOOOO?
ella > Noooooooooooo
ella > entonces quando io me poner vieja no vás más estar apassionado!
ella> sabes...
ella > io penso que vuoi entrar en la menopausa
el > sabes, fue un periodo antes de conocerte que pensava de ser llegado a impotente
ella> ja tengo 52 anõs
el > amor Mi.. me llama
ella> entonces soy tuo Viagra!
el > vuelvo pronto
el > ciao cerro un poco
ella > sí
ella > vuoi saludar M... e T...,,,despues vuoi tomar uno banõ e te esperare
el has left the chat.
VideoChat ended.

Deus meu!
Liberta-me de minha cruz!
Retira-me este fardo, que me faz sucumbir ante mim mesma.
............................................
Se não tivesse sido patético...
Foi cruel.
Ontem nos falamos...Na 3ª pessoa.
Eu escrevia febrilmente, me sentindo como um réu, tendo apenas o tempo limite de sua tolerância para comigo( que é quase nula).
Frenéticos, meus dedos digitavam palavras no teclado,enquanto do outro lado da tela...Ele, em monossílabos, tentava entoar um arremedo de conversa, baseado na defensiva...Cada palavra minha, era rechaçada de imediato.
Minha super conecção, me permitia ver até o ritmo de sua respiração...
Ofegante...
Ah! Como seria maravilhoso sentí-lo, com meus lábios...em seu peito...sentindo suas mãos em meus cabelos, desejando mais...
Eu me sentia como uma bailarina no arame...tentando encontrar qualquer palavra ou assunto, que nos mantivesse um tempo a mais ali.
Cruel...Nossos olhos...olhavam além, um do outro, como se o medo de nos determos, em algum detalhe amado nos fizesse sucumbir...
Eu falava sem parar, com medo de pronunciar a palavra, que cerraria definitivamente aquela janela...
Incrível!
Mais uma vez ele me possuiu... Me jogando de volta a mim mesma!
Cerramos, cada um amargando sua dor, no ódio, na raiva do Amor...

e premte, mars 03, 2006


ENIGMA

Como se toda a vida
nos houvéssemos buscado,
esfinge e eu
nos encomtramos.
Com o sol nascente,
no deserto
ouro chovia.

Fitamo-nos.
mutuamente,
de-mo-ra-da-men-te,
e, à hora do sol a pino,
lançou-me
seu repto milenar.

Do simum
rajadas infernais
vergavam-me o corpo que,
por milagre da vontade,
conservava de pe´, no momento do sol posto,
sua essência divina.

Sob a benção das estrelas,
nem vencedor, nem vencido...

........................................................................

Não te decifrei,
confesso sem pejo,
mas tu, pobre esfinge de pedra,
recuaste,reverente,
ante o mistério maior
de minha humanidade.

Uma certa dose de evasão e abstracção pode ser tão útil como pontualmente beber um chá de cidreira antes de dormir; o efeito psicológico adormenta as febres, às vezes renitentes, da inteligência em acção e faz nascer no espírito um vapor brando e fresco, que corrige os contornos demasiado asperos do pensamento puro, enche numa ou noutra parte lacunas e intervalos, liga os conjuntos e esfuma os ângulos das idéias. Com os chás em dia, manter-me-ei fiel ao hábito de te amar e, por agora, levanto vôo.
...continuo
Aspiro o ar que vem da rua, já com cheiro de folhas novas, a primavera está se fazendo anunciar lá fora!
Perdi tantas estações...
Este ano, penso que teremos flores no teu jardim...
Plante glicínias amor, para tua borboleta...
Sonhei contigo e aquela gravata com listras azuis... Que adoro te ver despir...Senti o cheiro e o calor de tua pele novamente...que bom!
Um beijo vermelho, no teu coração!
.........................
O resto é sombra

1Não não é teu desejo, que eu mais anseio...È penetrar nos teus silêncios, invadí-los todos...Para depois adaptarme a teus ruídos.
Em silêncio...espiando por tua janela tua íntima paisagem.Espreitar as plantas e animaizinhos na floresta ao fundo.
Aspirar bem lenta e profundamente os aromas todos...numa invasão total de tua PRIVACIDADE.
Ah!Que tonta sou.
O amor não invade, PENETRA por todos nossos poros...Os sentidos.
O resto Amor...


O resto é sombra

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas, serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

Ricardo Reis [Odes]

e enjte, mars 02, 2006

"...Mas, em um momento se vive uma vida!"
A Frase breve, mas forte. É um apelo à vida, ao experimentar do aqui-agora, a usar bem o único momento real: O presente. Como encontrar a alegria, só correndo atrás do tempo?!.
Como encontrar a alegria, se vivemos presos às lembranças de um passado, ou preocupados com o que há de acontecer?
Tudo passa e o que passou jamais retornará?!.
Cada dia é uma nova oportunidade de existir, de poder sentir o "perfume", de quem e, do que gostamos.
De poder ouvir a"música" da vida, em suas mais diferentes manifestações, de poder "dançar," através dos diversos encontros que podemos realizar.
Cada "agora" é a pista de dança onde podemos escolher, o ritmo que queremos viver.
Cada "agora" e cada dia, são novas chances de "enxergar," o que e quem nos rodeia, mas com os olhos da alma, com os olhos em que... Em um momento se pode viver uma vida!

e mërkurë, mars 01, 2006










O beijo,
de ontem...
O olhar,
de hoje...
A tristeza,
de agora...
Nem antes,
nem depois...
Na vida,
tudo no seu ritmo certo...
No compasso,
que disfarço...
Mas, não detenho!
...depois de alguns desacertos iniciais...naquele dia tivemos a oportunidade de estabelecer um diálogo mais intenso, diga-se de passagem, até denso, dada ao estado emocional em que eu me encontrava.
Falamos de solidão, esta que me afogava, e desamores que me mantinham presa a ela.
Ele foi atencioso, paciente me escutou como um velho amigo...
Talvez porque, não houvesse ainda se instalado o sentimento cruel, que um dia demos o nome de AMOR, talvez porque ele também, queria apenas umas palavras e algum consolo...
Quem poderia dizer!?
.......................................................


Agora... por incrível que lhes pareça e a mim também,,, acabei de receber uma mensagem dele dizendo: Olá... Boa noite!
E eu fico aqui olhando pra ela...lendo e relendo... cristalizada na emoção de ver seu rosto, e quase sem ar...decidindo o que responder...
As palavras são insuficientes as vezes, para descrever as nossas mais profundas emoções...
Boa Noite a você também meu amor.
......................................................